segunda-feira, 27 de julho de 2009

Saiba Mais Sobre: Vitorino Campos



Novo Baiano

Esqueça os estereótipos de estilista de cidade localizada fora do eixo Rio - São Paulo. Vitorino Campos não se encaixa em nenhum deles. O estilista baiano cria peças extraordinárias, que têm o mérito de terem forma e conteúdo, e não apenas de serem feitas com renda típica do local.

O estilista nascido em Feira de Santana, interior da Bahia, transferiu-se para Salvador em 2007 com o intuito de se capacitar melhor na área de moda, já que aos 16 anos já possuía uma loja na cidade natal e uma marca própria, a Tap Rumbeira. Na capital, cursou Design de Moda na Universidade Salvador e em 2008, foi premiado com o primeiro lugar do Júri Técnico no concurso local “Novos Criadores”, daí para o reconhecimento do mercado foi muito pouco.

A inspiração do rapaz, que vem dando o que falar na capital baiana, tem nome e sobrenome. A mãe, a tia e a avó de Vitorino são os pontos de apoio e constante referência no seu momento de criação. A tia, Inês Campos, era dona de um ateliê e hoje possui uma fábrica de fardamentos com dona Elisiel Campos, a mãe de Vitor, apelido usado por ambas ao se referir a ele.

Quanto à avó, ele relembra-se dela com toda pompa, sentada na frente da penteadeira passando pó de arroz na face, para depois explicar que não consegue criar para uma mulher agressiva. Sua inspiração vem de uma mulher muito feminina, porém muito forte e bem resolvida também, seja emocional ou profissionalmente. “Não trabalho com menina, trabalho com mulheres que sabem o que querem da vida” explica ele.

A Vitorino Campos começa a se fortalecer em novos terrenos. Hoje, além de Salvador, a marca já é comercializada em Aracaju, Recife e Brasília e experimenta fase de negociação com o Rio de Janeiro e São Paulo. No atual momento Vitorino fotografa sua nova coleção Primavera/Verão 2010, prepara uma coleção exclusiva para o Shopping Barra e se concentra na criação da coleção de Outono/Inverno 2010. Questionado sobre seus planos para o futuro, quer fortalecer a equipe que tem, para continuar fazendo um bom trabalho. “Não acredito que ninguém desenvolve um trabalho sozinho” sentencia.

O verão 2010 da Vitorino Campos vem inspirado no tema lufada, que como explica o estilista, é um acontecimento que respeita a tudo que não é visto, mas que pode ser sentido. Inspira-se também nos quadros do pintor norte americano Jacson Polack e na banda islandesa Sigur Ros. Aqui em Salvador, as peças já podem ser encontradas na loja Galpão de Estilo e a partir do dia 20 de agosto, na Clubedomízio.

Veja mais em: http://www.vitorinocampos.com.br/

Um comentário:

  1. adorei a materia! sempre é bom conhecer novos talentos da terra!

    ResponderExcluir